12 comentários em “Porque não comprar um tablet.

  1. Charles, respeito sua opinião, mas quem compra um tablet (meu caso) não é para substituir um notebook e nem mesmo o smartphone, mas sim para complementá-los. Ele, com certeza, não substitui nenhum e nem outro na sua essência e creio que nem é esta a idéia mas, ser um meio termo. Neste final de semana por exemplo, fui visitar uns parentes, queria mostrar-lhes uma fotos obtidas no final do ano e achei desconfortável levar meu note para isso, da mesma forma que achei que seria desconfortável que eles vissem as fotos num celular! Viram no tablet e se maravilharam. Só isso? – você me perguntará, e com razão novamente. Não, viajo muito, preciso enviar emails, ler, acessar a internet e, na maioria das vezes, não há necessidade de um note e o teclado do smartphone é desconfortável. Pronto: levo o tablet. Eu poderia enumerar mais uma série de vantagens (ou de atributos), mas creio que você já deve ter entendido minha idéia de utilidade de um tablet. Não uso por ser desbundado com tecnologia e nem para fazer graça com meus amigos. Uso porque é uma bela alternativa quando as outras são menos viáveis ou, repetindo, menos necessárias. Um abraço.

  2. Se lembrarmos dos computadores no inicio da computação pessoal, estes não faziam nada, no inicio eram apenas leds piscando, nem monitor havia, muitos entusiastas compraram computadores nesta época e hoje computador é o que é. Der repente estamos neste inicio onde tablets são telas bonitas que acendem.

    Eu não sei o que houve com os tablets que rodavam Windows e que eram laptops com tela que giravam e tinham canetas e havia recurso de reconhecimento de escrita, realmente achava uma coisa extremamente útil, inclusive para estudantes, excelente a ideia de você poder escrever a mao livre, poder fazer anotações, desenhos, e etc., não entendi porque em certo momento tablets passaram a ser telefones gigantes, muitos nem fazem ligação, e com super processadores, processadores com múltiplos cores pra rodar um sistema que faz o que um celular faz, sistema cheio de limites.

    Quando começaram os boatos sobre o iPad eu achei a ideia excelente, imaginei que seria como um notebook da apple, que rodaria o mac Os, que faria tudo que um macbook faz e quando descobri que seria um iPhone gigante me decepcionei muito, ainda mais porque a primeira versão nem ligação fazia, então não era um netbook, não era um celular, era apenas uma tela bonita pra ver e-mails.

    A meu ver o maior problema do tablet é não ter uma caneta e um programa como o Journal, fala se muito em estudante usando tablets, mas este não possui um meto ágil de entrada de caracteres e imagens. Costumo dizer para os meus amigo que se eu tivesse um tablete na época que eu fazia faculdade eu não teria formado nunca, passaria a aula inteira no MSN ou navegando em site inútil. Salvo as universidades que digitalizaram suas apostilas e seus livros, o tablete se torna inútil neste ambiente.

    Minha esperança a respeito dos tablets hoje é que a Microsoft lance um tablete com um Windows 8 que rode programar de Windows de verdade, que tenha reconhecimento de escrita, e tudo mais.

    O tablet não é de toda inutilidade, vejo ele como uma ferramenta que pode auxiliar em vários trabalhos, principalmente onde existe coleta de dados.

    Nosso colega Rick citou algumas utilidades de um tablet, e existe muitas outras pequenas utilidades, mas até o momento não vejo uma utilidade que me faca querer gastar R$2600 em um tablet.

    Espero que os leitores postem mais sobre o assunto, seja pró ou contra o artigo, eu realmente gostaria de saber o que o mundo acha sobre esse tema, vemos muitos posts falando dos “benefícios” de um tablet, mas poucos são os que discutem a real utilidade destes aparelhos.

    Abração a todos.

  3. Eu discordo do artigo em parte, eu concordo que um tablet não vai substituir um notebook na maioria de suas funções, o tablet é para consumir conteudo nao produzir, e isso ele faz muito bem, eu tenho um ipad, e se ele quiemasse, eu compraria outro no mesmo dia porque hoje não posso viver sem ele, eu assino revistas e jornais no ipad, eu compro livros por preços muito melhores e do mundo inteiro, e posso ler onde for, deitado na cama como se fosse um pequeno livrinho leve, e ainda posso alterar as cores de fundo de modo a não cansar as vistas, na pós graduação eu coloco o tablet na mesa e ele é meu caderno, e substitui todos as apostilas e livros, esta tudo dentro dele basta mover os dedos e o melhor a bateria dele dura 10 horas então nao tenho que me preocupar em ligar na energia, achar tomada etc. Na época que comprei o ipad eu pensei no iphone, mas como rick disse acima, eu testei ele e me senti bastante desconfortável lendo naquela telinha e navegando por ela, não é a mesma coisa.

  4. É o que o Steve Jobs falou na apresentação do iPad 1: Existe o computador e o telefone celular. E entre os 2 tinha um espaço que o iPad veio pra preencher. Eu acho péssimo deitar na cama com um laptop. Ele é grande, pesado, vai esquentar, vo ter que tomar cuidado pra não tapar o cooler dele, o mouse dele é horrivel, vou ter que ficar com a mão torta pra usar o touchpad… em fim. Pra isso veio o iPad. Eu consigo passar horas deitado na cama mexendo num iPad. Ele é levissimo, touchscreen, seguro ele com uma mão e com a outra navego, digito, dou zoom in/zoom out… E a tela é grande. Consigo mexer bem, ler direito, e digitar bem rapido.

    Um amigo falou que ele bota todos os livros do MBA dele no iPad. Ai poe o iPad e o caderno na carteira e cabe tudo. É até melhor que um livro. Pode dar zoom, passar as paginas mais facil que um livro. E o melhor, pode carregar 5 livros no iPad ao invés de na mochila.

    Podem argumentar do preço; falar que é caro demais pro que faz. Mas realmente, tablet é luxo. Não é uma coisa que você vai comprar se você tá mal de grana, assim como um celular caro como o iPhone.

    Em fim… a minha opinião é que ele tem seu lugar.

  5. Meus amigos, acho que o Vinícius definiu muito bem o uso de um tablet (pelo menos nos moldes de uso atuais): o tablet é para consumir conteudo, nao produzir. No entanto, já sei de muitos jornalistas entre outros profissionais se valendo dos tablets nem que seja para fazer anotações para seus artigos, ou seja, já estamos começando, também, a produzir conteúdo, o que é excelente. Os comentários favoráveis citam aspectos que eu não citei por achar que seriam óbvios, mas realmente não são tão óbvios quando se trata de expressar funcionalidades: a praticidade é uma delas. Como bem comentou o Eduardo eu também levo meu tablet para a cama e não tem nada que possa comparar com levar um note para a cama. Muitas vezes baixo filmes na internet jogo para dentro do cartão do tablet e assisto deitado. Como meu tablet é um Samsung de 7 polegadas, não é desconfortável. O Alberto comenta que os tablets são “telas bonitas que se acendem” e me perdoe, acho uma definição subestimada do aparelho já que ele faz bem mais do que apresentar uma tela bonita. Neste aspecto, acredito que para muitos um tablet seja desnecessário e todos têm suas razões, pois só as nossas individualidades e até mesmo nossas atividades definem melhor isso. Mas não dá para negar que o gadget preenche uma lacuna deixada entre os notes e os smartphones. Quanto à relação custo x benefício citada é uma variável a ser considerada, sem dúvida. Investir em um aparelho de R$ 2.000,00 somente para ver fotos e alguns joguinhos, certamente não faz do tablet algo imprescindível. Já no meu caso, que o uso profissionalmente, ele já se pagou várias vezes. Resumindo, talvez os tablets venham a amadurecer em seus conceitos de uso e acabe complementando deficiências que para uns possam ser absolutamente necessárias. Para outros, um Kindle, que basicamente foi criado apenas para leitura, seja o máximo em termos de sonho de consumo. Só o futuro da tecnologia e o de cada usuário dirá! Abraço a todos.

  6. Charles, tudo é questão de gosto!

    Apesar ainda não ter comprado um Tablet acho que o formato é ideal para leitura deitado.
    Acho também que a tela maior e o tamanho pequeno grandes motivos para se comrpar um tablet.
    Acho também que um smartphone só serve de quebra galho em questões de trabalho e o Tablet já seria interessante mais interessante.
    Acho também que netbook é coisa de mulher então prefiro um Tablet.

  7. Concordo com as possibilidades de uso que vocês deram. Mas na minha opinião elas são muito limitadas para o potencial q eu pelo menos vejo para tal tipo de aparelho. Para mim ainda tem que ocorrer muita evolução para eu chegar a cogitar a compra de um tablet.

    Acho que é sim um grande substituto para livros e revistas como Vinicius apontou, o fato de eu usar e talvez preferir meu smartphone é também pessoal, talvez como míope eu prefira ler bem perto da tela. Quanto ao que o Rick apontou de poder usar como álbum fotográfico, bem, sou ciumento demais com meus gadgets, etc. Não conseguiria utilizar ele com esse fim, mas isso é uma posição pessoal, provavelmente eu continuaria fazendo como faço hoje, posto as fotos no picasa e mando o link para quem possa interessar.

    Mas vocês que postaram opinião ate agora (exceto a opinião do Alberto hehehehe) estão exergando para o que o tablet serve hoje em dia, para essas cosias pequenas, o que me deixa com o pé atrás e já ter lido em um site que o tablet substitui o netbook. Eu acho que ele tem um bom caminho a percorrer ainda para chegar lá. E acho que vai acontecer igual aconteceu com o PC e o notebook. Quando lançaram notebook falaram q em pouco tempo ele substituiria o PC, e ate hoje isso não ocorreu. Provavelmente ocorrerá, mas ainda há um grande caminho a ser percorrido.

  8. A discussáo saudável está ótima e creio que preciso fazer alguns reparos no que escrevi e, principalmente voltado ao último comentário do Charles. Quando eu citei a questão das fotografias imagine o seguinte cenário: eu não posso enviar as fotos para o Picasa, pois as pessoas a quem eu precisava mostrar sequer possuem um computador. Quando disse que ficaram maravilhados (e veja que são pessoas simples e sem muito contato com a tecnologia) foi com a possibilidade da portabilidade de centenas de fotos em um aparlehinho menor que um livro e a qualidade das imagens! Quanto ao tablet substituir o netbook cabe aqui comentar que atrvés de um tecladinho USB ou bluetooth eu escrevo meus emails comk todo o conforto de um net book, já que possuo também um equipamento de apoio do tablet. Então não é tão absurdo pensar que sim, o tablet pode substituir um netbook de forma bem mais funcional. Quanto às limitações, vejamos, podemos dissecar um pouco mais isso: eu trabalho com desenvolvimento de produtos e uso softwares 3D, Photoshop, CAD, programas enfim, pesados. Uso para isso um notebook “envenenado” ligado a uma tela LCD de 22 polegadas. O tablet, sem dúvida, está fora de cogitação para esta função, neste caso ele é apenas acessório. Mas, digamos que eu fosse um jornalista, um analista de marketing, um escritor, alguma função mais burocrática que precisasse apenas usar planilhas, word, pdf, etc.? Hoje temos tablets com processadores extremamente eficientes que rodam Office sem nenhum problema. Eu mesmo uso meu tablet para gerar e para ler planilhas e textos em Word. Acesso a internet de forma bastante confortável, envio e recebo emails sem nenhum problema. Posto no Facebook e no Twitter da mesma forma como o faria em um note ou um netbook. Com a câmera frontal, tenho “conversas” via messenger com vídeo sem nenhum empecilho. Considerando que o tablet está na linha limítrofe entre um note e um smartphone, creio que já enumerei potencialidades suficientes para justificar seu uso. O que precisamos, e isto é fundamental, é posicionar os tablets em sua definição de usabilidade, ou seja, uma alternativa funcional e prática entre os dois equipamentos citados: note e smartphone! Perdoem-me a franqueza e, por favor, não sintam-se ofendidos que não é esta a minha intenção, pois passei pelas mesmas dúvidas que vocês: no dia que pegarem um Samsung Tab top de linha ou um Ipad na mão, posso garantir, nunca mais largarão!! Estou citando estas duas marcas pois são as que conheço. Com certeza existem outros modelos com o mesmo desempenho!! Estarei aqui aguardando seus elogios…rssssssss!!! Grande abraço a todos que estão participando desta troca de argumentação gratificante!

  9. Pelo que percebo, o ponto que o Charles propõe aqui não é que o tablet é uma coisa inutil, e sim a forma como ele é no presente, sendo o maior problema ser que roda o sistema operacional de um celular dando a ele o papel de um celular gigante. Meu celular é um Galaxy Y, um celular barato, e no qual eu posso fazer tudo que um tablet faz, e se considerar o incomodo de levar um notebook pra cama, eu posso dizer que mais comodo ainda é levar um celular ao invés de um tablet.

    A unica explicacao que eu vejo de um tablet ter um processador dual core, com milhares de megahertz (1~2 Ghz) e rodar um sistema de celular, é que o sistema é mal programado. Alias os celulares estão ficando com processadores que esta dando medo em muitos pcs por ai, e a unica explicacao que eu vejo é que o pessoal a cada dia nao quer mais programar em linguagens de baixo nivel, querem praticamente programar com o mouse.

    Pra mim as empresas (Samsung, Apple, outras) fizeram os tablets as pressas, nao se deram ao trabalho de inventarem coisas novas, só mesmo aumentaram o tamanho do celular e pronto, e aos poucos estao incrementando eles.

    Nao entendo porque tiraram as canetas dos tablet, os antigos que rodavam Windows tinham caneta, eu achava isso o maximo, achava muito legal a ideia de poder levar ele pra escola e anotar nele e agora entao com os e-books, melhor ainda, faria de tudo com ele, poderia usar o livro do e-book, fazer alguma anotação de manera rapida, tirar fotos do quadro ou coisas do tipo, mas realmente o que mata pra mim é a falta da caneta e de poder escrever/desenhar.

    Nao entendo porque ja nao tem tablet, desses novos, rodando o windows, com certeza processador nao é um problema, ai sim o office seria um Office de verdade, pq covenhamos que esses “offices” que de celular/tablet sao uma vergonha, assim como o BROffice de PC, alem de o windows possuir recursos pra suportar tablet.

    Com relação a levar pra cama, eu prefiro levar uma mulher, hehehe, mas se tiver mesmo que levar um gadget ou eu levo meu note, que no caso tem o tamanho de alguns tablets (11 pol), ou então o telefone ja resolve, pra esse motivo nao escolheria o tablet pois acho que o preco nao compensa, se eu ja o tivesse por outro motivo, blz, mas nao seria um fator decisivo pra comprar um.

    Sei que muita gente nao gosta da Microsoft, mas eu acredito que a esperança esteja nela, de ela lancar um tablet que explore todo o potencial de um tablet, inclusive rodar um office decente.

    Uma coisa que não entendi, e gostaria de entender ou de ver outros que nao entenderam tambem é porque diabos a Apple descobriu como fazer uma bateria mais fina, metade do tamanho da usada no ipad 1, e nao colocou 2 delas no iPad 2 e manteve a espessura visto que ja era fino suficiente, e ter uma bateria que durasse tanto faria com que ela com certeza se distanciasse muito dos concorrentes.

    Abracao, t+

  10. Alberto, sigo como sempre respeitando a sua opinião ( e a de todo mundo), mas vejo que você está bastante e fortemente inclinado a não gostar dos tablets. Você cita argumentações que eu não posso refutar, aspectos técnicos de desempenho e configuração que não são a minha praia. Sou apenas um usuário que considera aspectos práticos e funcionais. Você espera de um tablet, funcionalidades que, do meu ponto de vista superam a razão de eles existirem e nem é o objetivo de quem os fabrica. Quanto ao fato de eles rodarem sistemas de celulares, o Motorola Xoom já está rodando o Android 4.0 Ice Cream Sandwich, desenvolvido especialmente para tablets! No aspecto de durabilidade das baterias, eu acho muito difícil que alguém fique 8 ou 9 horas seguidas (que é o que a Apple oferece com o Ipad) grudado num tablet que, volto a observar, é um gadget complementar!! O que eu percebo é que o pessoal está exigindo de aparelhos que foram criados para funcionalidades específicas, que eles se comportem como uma CPU turbinada, com placas aceleradoras de vídeo 3D de 5 gigas e por aí vai. Gente, um smartphone é um smartphone, um tablet é um tablet. Tem gente reclamando que não consegue rodar Call of Duty no seu Galaxy S2 porque o sistema não é compatível ou a configuração é fraca!! Mas, francamente, aí já é pedir demais!! Se formos considerar a internet, a capacidade de nossas operadoras é uma droga, então os smartphones e tablets já dão tudo o que podem!!! O limitador neste caso é a tecnologia implantada no país, que é pobre!! Bem, sobre as canetas: eu nunca vi um tablet, um Palm (antigo!!) ou um smartphone com caneta que realmente desse um resultado igual a quando se usa uma caneta de verdade. Eu abominava aquelas canetinhas que a gente perdia com frequência e arranhavam as telas dos handhelds e smartphones (telas resistivas!!!). Mas, este é um caso específico de gosto pessoal e fica difícil fazer uma análise isenta. A verdade é uma só: cada um sabe o que é mais eficiente para seu uso e isso é um fator indiscutível. No entanto, para terminar eu volto a fazer uma sugestão: comprem seus tablets e depois abandonem ele por não terem gostado. Não conheço ninguém que tenha optado por isto…rssssssss!!! Abraço a todos!!

  11. O fato do tablet não ter os recursos de um “netbook” não justifica a frase “porque não comprar um tablet”.

  12. Eu usei o netbook como uma base de comparações porque eh o produto mais próximo ao tablet. Para mim o tablet ainda peca em alguns quesitos, principalmente na produção de material, que não compensa o valor dele. Eu estou tentando convencer uma prima minha a deixar o iPad dela emprestado comigo por uma semana, se eu conseguir eu posto minhas impressões aqui depois.

    P.S. Vi um tablet rodando windows 8 em um video que foi feito na CES desse ano e babei, com certeza vai ser uma pequena fortuna um desses, mas pode ser q ele faca o q eu acho q esses tablets deveriam fazer, ser um computador em miniatura e não um celular gigante…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s